07 novembro, 2009

Permanente...

Tem aquelas poesias que são como os pesos da consciência
Você sabe que elas existem e necessita resolvê-las
Você até trabalha e atrapalha algumas palavras por ela
Mas no fim da noite, dorme angustiado por nunca terminar
Ainda mais quando a dedicatória é para alguém de afeto.

Creio que as palavras para o meu diamante ainda demore alguns anos,
E ela sempre lendo e esperando que a próxima seja dela.
Espero que me entenda,
Sigo permanentemente em reticências por ti...

Por Bibi Serafim

Um comentário:

Diógenes disse...

huuum...

amo o reticente
que sonoriza com sente

*melhor sonorizar do que rimar...