09 setembro, 2010

Nada tiramos e nada pomos

Um Girassol da cor do seu cabelo
Visto sem o roubo apoético das explicações

Não há nada mais para pensar
Vendo a natureza assim como quem a veste
Sem perder a beleza da imagem pelos pensamentos

E por ser assim
Somente o que os olhos enxergam
Apenas o que a flor me oferece
E já é muito,
Me sinto tão seduzido.


Por Bibi Serafim

2 comentários:

aivilana disse...

Muuito legal o post. :)
E mostra como fazer amor pode ser complicado, mas que ao mesmo tempo magnífico.

Parabéns!

Bibi disse...

brigado; foi muito essa onda a poesia acima;


muaa ;**