05 outubro, 2009

Selvagem, como a natureza.

Hoje,
Meu céu se torna eterno
Com a noite estralada
Fico atrelado
Ao finito.

Mudo,
Ainda pasmo e pensante
Como quem come e engasga
Ao ver o filme que ao brusco impacto
Te muda,
Te cala,
Te ouve,
Te entende.

Por Bibi Serafim

5 comentários:

Gabriel " Bibi" disse...

poesia dedicada ao filme " natureza selvagem"

no qual compartilho minha identificação e elogio à liberdade.

A Bailarina disse...

Nossa... Que lindo.
Amei O:

---
Obrigada por passar no meu Refugio.

Tbm gosto de dar minhas bailadas por aqui.

òtimo espaço!

=**

meninadosolhos disse...

into the wild...

arrepios só de lembrar da trilha sonora desse filme!

Rene Serafim - "Juninho" disse...

[...] e te enfia uma faca sem corte no seu peito.

Katrina disse...

Um filme em PB.
é o que veio a cabeça


=**