24 junho, 2009

Amor Livre

Dialogar sobre meu desejo
É quase um monólogo
Soa como uma nota sem ritmo ou melodia
É como discutir o sexo dos anjos
Tão esdrúxulo quanto o elusivo amor eterno
Parece ser o punho que se bate num concreto sem saída
A oferta de um texto sem contexto
Rir do dia que adia o dia-a-dia feliz.

Por Bibi Serafim

Um comentário:

Rene Gonçalves Serafim Silva - "Juninho" disse...

Somente os dias e as noites são eternas. E a liberdade são para poucos que conseguem alcançá-la através do intelecto humano.